2013 Distinção no Ano Europeu dos Cidadãos

2016 Portugal Solidário

CERIMÓNIA DE ENTREGA DE PRÉMIOS

O Prémio Manuel António da Mota, no valor de 50.000 euros, foi entregue na sua 7ª edição de 2016 à Raríssimas – Associação Nacional de Deficiências Mentais e Raras, no dia 27 de novembro no Palácio da Bolsa do Porto, numa cerimónia que contou com a presença do Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa, ex-Presidente da República, Ramalho Eanes, Ministro do Trabalho, Solidariedade e Segurança Social, José Vieira da Silva, Presidente do Conselho de Administração da Fundação Manuel António da Mota, Maria Manuela Mota e Presidente do Conselho de Administração da Mota-Engil SGPS, António Mota.

Constituída em 2002 e a partir da sua sede em Lisboa, a Raríssimas tem por missão apoiar doentes e famílias que convivem de perto com as doenças raras, procurando entre outros objectivos promover a divulgação, informação e sensibilização pública sobre as doenças raras, a nível nacional e internacional e promover a gestão integrada do doente com doença rara.

Com o seu “Espaço de Capacitação Rara” a Raríssimas desenvolve um projecto que intervém em três eixos distintos, como sejam um programa de coaching e mentoring, apoio à capacitação e empregabilidade e um conjunto de acções de sensibilização e informação, procurando, no primeiro eixo, a promoção da melhoria da qualidade de vida através de um programa individualizado de intervenção, no segundo eixo, o apoio à capacitação e empregabilidade, visando no terceiro eixo o desenvolvimento de acções de sensibilização e informação dirigidas à sociedade civil, e especificamente o tecido empresarial, de modo a fomentar a igualdade de oportunidades e o tratamento equitativo, apelando ao respeito pela diferença.

A par da Raríssimas, vencedora do Prémio, foram ainda premiadas nove instituições nacionais, cabendo o 2º e 3º lugares, com prémios de 25.000 euros e 10.000 euros, respectivamente, ao SAOM – Serviços de Assistência Organizações de Maria e à Associação Inspirar o Futuro, e as restantes sete menções honrosas às instituições Associação Cozinha Solidária e Refeições com Alma, Associação Cura+, Associação de Apoio no Domicilio ao Recém-Nascido (AADRN) – Crescerbem, Associação de Melhoramentos Pró-Outeiro, Associação de Promoção Social, Cultural e Desportiva de Fornos de Algodres, Centro Social e Paroquial de Ribeirão, IPAV – Instituto Padre António Vieira.